Priscila Farias

Priscila Farias
HQ publicada na revista Brazilian Heavy Metal (Editora Comix, 1996)

Priscila Lena Farias é professora, type designer e pesquisadora das áreas de design, tipografia, semiótica, design da informação, bem como mídias digitais.

Biografia

nasceu em 1964, em São Paulo, onde se graduou em Comunicação Visual (Desenho Industrial), em 1984, na Fundação Armando Alvares Penteado, além de concluir seu mestrado em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP (1997) e doutorado pelo mesmo programa (2002). Leciona desde 1997, passando por universidades como UFPE (Universidade Federal de Pernambuco); Anhembi Morumbi; PUC-SP; FAAP e SENAC. Hoje é professora do Departamento de Projeto e do Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da FAUUSP, onde coordena também o LabVisual (Laboratório de Pesquisa em Design Visual). Priscila é também reconhecida por suas pesquisas e trabalhos realizados em tipografia e design de tipos, bem como nas áreas de semiótica, design da informação e mídias digitais. Na “Revista Brasileira de Design da Informação (InfoDesign)” Farias é editora geral e também presta assessoria científica para órgãos governamentais relacionados à pesquisa, tais como FAPESP, CAPES e CNPq. Publicou seus trabalhos em revistas como ["http://pt.wikipedia.org/wiki/Chiclete_com_Banana_(revista) Chiclete com Banana"] (Circo Editorial) e “Animal” (VHD Diffusion), onde também foi editora, e no jornal “Diário Popular”. É autora de “Tipografia digital: o impacto das novas tecnologias” (Rio de Janeiro: 2AB), e de vários outros artigos sobre tipografia, design e semiótica. Priscila está sempre envolvida em eventos, workshops e congressos de design e tipografia.

Prêmios

2013 Prêmio Tutoria Científico-Acadêmica, Pró-Reitoria de Graduação da USP.


2012 IDEA/Brasil - Prêmio Prata para a exposição FAU FORMA: DESIGNERS, IDEA International Design Excellence Awards.


2008 Melhores artigos completos de Design da Informação: "Epigrafia arquitetônica paulistana", P&D DESIGN 2008 / AEND|Brasil.


2008 Melhores artigos de Iniciação Científica (menção honrosa): "Design de cartazes: os cartazes premiados nas bienais de design gráfico da ADG", P&D DESIGN 2008 / AEND|Brasil.


2008 Melhores artigos de Iniciação Científica (menção honrosa): "Tipografia urbana - mapeamento e organização de acervo", P&D DESIGN 2008 / AEND|Brasil.


2002 Prêmio Ouro ADG - categoria tipografia, 6ª Bienal de Design Gráfico: família tipográfica "Seu Juca", Associacão dos Designers Gráficos.


2000 Mouton D Or Award [melhor artigo publicado no periódico científico Semiotica]: "Notes for a dynamic diagram of Charles Peirce's classifications of signs", Mouton de Gruyter.


1997 Prêmio Especial do Júri - 5º Festival Mix Brasil: "Arquivo Ó / The O Files", Festival Mix Brasil.


1996 Melhor Filme - 4º Festival Mix Brasil: "Feuilleton Imprécis / Novela Vaga", Festival Mix Brasil.

Entrevistas e Palestras

Priscila comenta destaques do 1º Congresso Brasileiro de Design da Informação.


Eleito por 'notáveis', logo da Copa 2014 gera polêmica entre leigos e especialistas. 2010.


Palestra Priscila - DiaTipo Natal. SP. 2009.


Mesa DiaTipo Natal. SP. 2009.


Principais Livros

• FARIAS, Priscila. “Tipografia digital: O impacto das novas tecnologias”. 1. Ed. Rio de Janeiro: 2ab Editora, 1998. v. 1. 112p .


• FARIAS, Priscila (Org.). “Fontes digitais brasileiras”. de 1989 a 2001. 1. Ed. São Paulo: Rosari / ADG Brasil, 2004. v. 1. 180p .


• FARIAS, Priscila “O design brasileiro antes do design”. 1. Ed. São Paulo: Cosac Naify, 2005. 360p.


Tipografias

Quadrada (1998)
Nova (2002) - Fonte não comercializada
Seu Juca (2009)
Low Tech (2000)

Desde 1994 desenvolve fontes tipográficas digitais, algumas delas distribuídas pela fundação digital norte-americana T-26.


• Quadrada (1998)


• Nova (2002) - Fonte não comercializada -


• Seu Juca (2009)


• Low-Tech (2000)

Curiosidades

• Entre 1985 e 1988, Priscila morou na Itália, onde trabalhava como designer gráfico no escritório de design Grafitti Projetazione Visive, em Florença, e publicou histórias em quadrinhos nas revistas Frigidaire e Macchia Gialla.


• Em 1984 Priscila fez as fotos do Ratos de Porão que aparecem na contra-capa do LP 'Crucificados pelo sistema'.


• Entre 1998 e 1999 foi Diretora da ADG. Hoje é membro da diretoria do ICDHS (International Committee on Design History and Studies), na Espanha.


• Dentre seus vários trabalhos, ela organizou o livro “Fontes digitais brasileiras: de 1989 a 2001” (São Paulo: ADG Brasil/Rosari), que provavelmente tenha sido a primeira grande obra de referência sobre tipografia digital editada no país, apresentando 270 fontes.


Referências

Biográficas.

Livros e Artigos de Priscila Farias.

USP - Universidade de São Paulo.

Currículo Lattes / CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Tipógrafos.